Posts Tagged ‘varejo’

Instagram – Too cool for school!

Instagram – Too cool for school!

O aplicativo está cada vez mais popular, inclusive ultrapassou o Twitter em seguidores. As Redes Sociais são utilizadas pelos mais diversos tipo de propaganda, e agora o “Insta” virou foco de algumas empresas que querem variar o Facebook, por ser tão lotado.

Alguns publicitários investiram e acreditaram na força do aplicativo e estão envolvendo os usuários e seus produtos. Segue abaixo as cinco campanhas mais populares, que invadiram milhares de smartphones por ai:

Lançamento do carro Ford

A tradicional empresa se apropriou da tendência das redes sociais e fez uma campanha diferente do Novo Fiesta, mostrando seu lado inovador. Por meio de fotos, hashtags e muita criatividade, o resultado surtiu efeito!

Menu Instagram

O Comodo NYC elaborou uma tática para os indecisos em relação ao pedido no restaurante. Basta tirar fotos dos pratos e marcá-los no aplicativo – facilitando a vida do consumidor e fazendo uma boa publicidade do estabelecimento.

Fotos do Lollapalooza

Um grande mosaico de fotos tiradas e marcadas no festival Lollapalooza formaram um painel publicitário da marca Ray Ban, com os dizeres “NEVER HIDE”.

Novo clipe de “The Vaccines”

A Sony, sabendo que gravar vídeos é caro, realizou por meio de crowdsourcing o vídeo clipe da banda “The Vaccines” pelo Instragram, aplicativo comumente utilizado para fotos. O sucesso foi imediato!

Campanha de marca de sapatos ganha MUITOS “likes”

Imagine-se caminhando no parque e, ao deparar-se com uma placa e um sino, você ganha um sapato novo e perfeito para o tamanho do seu pé.

A Aldo, loja israelense fez isso, para aquelas internautas que mandavam fotos de seu sapato do momento. A surpresa foi grande e atingiu positivamente muitas mulheres.

Fonte: http://www.simplyzesty.com/social-media/5-brilliant-creative-campaigns-that-used-instagram/

Tesco Homeplus

Tesco Homeplus

A maioria das pessoas perde muito tempo dentro dos transportes públicos, pensando no cotidiano dos coreanos, a empresa Tesco/Homeplus criou um novo modelo de loja virtual, até ai nenhuma novidade… mas e se essa loja for dentro do metrô de Seul e as compras forem feitas através de smartphones?!?!?!

Uma idéia simples, um painel com imagem de uma gôndola e diversos produtos acompanhados do QR Codes, com essa nova forma de interação com o cliente, as vendas online aumentaram 130% além dos 10 mil acessos pelo celular.

Vale à pena assistir o vídeo:

Apple atinge marca de 10 bilhões de downloads de aplicativos

Apple atinge marca de 10 bilhões de downloads de aplicativos

Apple informou que sua loja virtual atingiu a marca de 10 bilhões de downloads de aplicativos desenvolvidos para seus produtos. O patamar foi atingido em um momento em que a companhia espera que os iPhone e iPad fiquem ainda mais populares com a inclusão, a partir de fevereiro, do Verizon Wireless como operadora.

A companhia já vendeu milhões de iPhones desde o lançamento do produto em 2007 e continua a expandir o uso de aplicativos com o tablet iPad. A loja virtual de aplicativos da Apple atraiu milhares de programadores de software. A loja possui agora mais de 300 mil programas diferentes que podem ser utilizados no iPhone e no iPad. As informações são da Associated Press.

Fonte: http://epocanegocios.globo.com

Aumento no Consumo

por Milena Mogi

 

A crise não afetou com tanta intensidade o varejo nos setores de comida, bebida, higiene, limpeza do lar, como já havia comentado em um post anterior.

Segundo uma pesquisa realizada pela LatinPanel o volume de compras subiu 9% e de gastos 15%, principalmente nas classes D e E, que foram beneficiadas com o aumento do salário mínimo e as bolsa-auxílio.

 

 

A freqüência de visitas ao mercado também aumentou, segundo Ana Claudia Fioratti, diretora-executiva do instituto de pesquisa que acompanha semanalmente 8.200 domicílios em todo o país “O consumidor está mais crítico, fazendo compras mais ‘picadinhas’. Vai comprando à medida que precisa”.

Em tempos de crise o consumidor fica mais atendo as oscilações de preços e avalia o custo-benefício.

A Crise Chegará ao Varejo ?

por Moysés Simantob

Em tempo de crise o varejo não está sendo tão afetado como as demais áreas. Segundo Aylton Fornari, presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro, o varejo é o último a sentir os impactos da crise internacional, porque primeiro as pessoas diminuem os gastos com prestações e produtos supérfluos, deixando por último os cortes com alimentação.

 

No mês de março, foi divulgado pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) que as vendas nos supermercados cresceram 6,54% em janeiro de 2009, em relação ao mesmo mês de 2008.
Isso significa que, mesmo em meio à crise mundial, o rendimento médio dos trabalhadores brasileiros foi crescente. Consequentemente algumas redes de supermercados estão investindo em aberturas de novas lojas. O grupo Wal-Mart, por exemplo, influenciado por uma visão de longo prazo e pelo crescimento de 13,1% nas vendas do ano passado,  investirá R$ 450 milhões de reais e abrirá 30 lojas.
Héctor Núñez, presidente da rede, diz que “O Wal-Mart foi concebido para momentos como este.”  e prevê que o consumo dobre no país, nos próximos 5 anos, o que prova que a crise dificilmente chegará com tanta intensidade ao varejo.